Sunday, April 23, 2017

Cacilheiro RECORDAÇÃO de 1961


Como era e no que se transformou o cacilheiro RECORDAÇÃO, que apresentamos numa fotografia de 1977 e como está agora, encalhado na margem norte do rio Sado, após anos de abandono. 


O RECORDAÇÃO foi construído em 1961 na Arrentela para serviço entre Cacilhas e o Terreiro do Paço, numa altura em que se procurou melhorar os serviços fluviais, alvo de muitas reclamações por parte dos utentes, devido às condições espartanas oferecidas pela maior parte das embarcações então utilizadas. 
Na sua forma original, o RECORDAÇÃO apresentava formas elegantes, a imitar os paquetes de então, numa perspectiva ingénua consonante com a estética popular. 
Foi o último cacilheiro construído de madeira, material disponível em Portugal e muito mais barato do que o aço. 
Navegou mais de vinte anos no Tejo e em 1983, com o advento dos 12 CACILHENSES, o RECORDAÇÃO foi vendido para Setúbal, passando a assegurar as carreiras para Tróia até ser retirado em 2007 e votado ao abandono e vandalisado. 
É triste ver um navio ou uma embarcação, ao qual foi retirada a dignidade própria, mas era esse o estado do velho cacilheiro quando o fotografámos a 8 de Abril último.
Tenho a história do RECORDAÇÃO publicada aqui neste meu livro.

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment